quarta-feira, 15 de abril de 2015

sexta-feira, 10 de abril de 2015

A sociedade da Informação


Na sociedade da informação, onde cada vez mais fica fortalecido o conceito da dimensão digital, muitas empresas recorrem, como estratégias competitivas, ao e-businnes e a gestão de pessoas, a e-GP, que é uma estratégia que utiliza meios digitais e tecnologias de rede, para agilizar e otimizar os serviços para seus clientes, gerentes e colaboradores.
Basicamente a e-GP substitui os processos burocráticos por meios tecnológicos com um sistema eficaz de informações sobre gestão de pessoas, utilização de tecnologias de redes e canais comunicação. A utilização da e-GP a gestão de pessoas abandona a forma antiga, na qual o departamento de pessoal ficava isolado, para uma atuação mais interativa, online com todos os demais setores e colaboradores da organização.
Alguns exemplos que a e-GP otimizou podem ser vistos no acesso às informações sobre os negócios da empresa, o recrutamento através da ‪‎internet, o e-learning, acesso a oportunidades para capacitação, gestão por competências, agilidade na busca de informações, colaboradores utilizando o auto atendimento, aproximação da gestão de pessoas e seus clientes e a interação entre as pessoas e entre elas e os negócios da ‪‎empresa.
Outro fator que é otimizado pela utilização das tecnologias da informação em uma sociedade é a possibilidade de tomada de decisões de forma interativa, em tempo real e à distância, não importando onde as pessoas que decidem se encontram.
Com o avanço tecnológico constante, as empresas estão cada vez mais deixando os espaços físicos para assumir o virtual. Grandes negócios podem ser fechados à distância, gerenciamento de produtos e serviços em tempo real, e até os colaboradores já estão se tornando virtuais, trabalhando em suas casas, pois a  ‎tecnologia não limita sua posição física, dando-lhe flexibilidade de horário de maior mobilidade.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Ilhas de calor - Exercícios resolvidos



1) (ACAFE) As grandes cidades constituem o ambiente onde as intervenções humanas como desmatamento, deslizamentos, edificações, canalização de rios, diferentes poluições oriundas da indústria e dos carros, dentre outras, acabam gerando inúmeros efeitos sobre o meio ambiente. Sobre os fenômenos atmosféricos, assinale a alternativa correta.
a) O microclima surgido nas cidades é decorrente das condições meteorológicas originadas nas áreas rurais que são levadas pelos ventos para os centros urbanos. 
b) A ilha de calor é um fenômeno resultante das alterações humanas nas grandes cidades (ausência de verde, asfaltamento de ruas, concreto dos edifícios, etc.), as quais resultam em temperaturas médias maiores do que as do seu entorno. 
c) A inversão térmica é um fenômeno climático típico das grandes metrópoles que aparece quando a camada de ar frio se forma sobre uma de ar quente, gerando uma corrente ascendente de ar que leva embora os poluentes. 
d) O efeito estufa é um fenômeno meteorológico restrito às áreas urbanas e causado por alguns gases, como o dióxido de carbono, responsáveis pela elevação anormal das temperaturas.

2) (UERJ) Na figura abaixo, está representado um fenômeno comum em grandes aglomerações urbanas, como a cidade de Londres.
Explique a ocorrência do fenômeno representado na figura e cite duas ações do poder público sobre os espaços urbanos capazes de atenuar esse fenômeno.

3)(UCPEL) Nosso planeta vem sofrendo mudanças climáticas há muito tempo. Um fenômeno ocorre sobre áreas urbanas e consiste na presença de temperaturas à superfície relativamente maiores que as encontradas nas regiões fora da cidade (áreas rurais).


Alterações da umidade do ar, da precipitação e do vento também estão associadas à presença desse fenômeno. Ele é claramente antrópico. O fenômeno climático descrito acima refere-se:
 a) às ilhas de calor.   b) à inversão térmica.  c) ao efeito estufa.  d) ao El niño.  e) às chuvas ácidas.
4) (UNIVALE) “Nos espaços altamente urbanizados, é significativa a diferença de temperatura entre a região central, mais quente, e a periferia, com menor temperatura. Em alguns casos, a diferença pode chegar a 9ºC. Isso ocorre porque nas áreas centrais os automóveis e indústrias lançam poluentes, que provocam o aumento da temperatura. O concreto e o asfalto absorvem rapidamente o calor, cuja dispersão é dificultada pela poluição”. Qual dos impactos abaixo representados está diretamente associado aos grandes centros urbanos conforme citado no texto acima? Assinale-o: 
a) Aquecimento Global.   b) Ilhas de Calor.    c) Efeito Estufa.  d) Anticiclones Tropicais. 
5) (ENEM) O fenômeno de ilha de calor é o exemplo mais marcante da modificação das condições iniciais do clima pelo processo de urbanização, caracterizado pela modificação do solo e pelo calor antropogênico, o qual inclui todas as atividades humanas inerentes à sua vida na cidade. O texto exemplifica uma importante alteração socioambiental, comum aos centros urbanos. A maximização desse fenômeno ocorre:
a ) pela reconstrução dos leitos originais dos cursos d’água antes canalizados. 
b) pela recomposição de áreas verdes nas áreas centrais dos centros urbanos. 
c) pelo uso de materiais com alta capacidade de reflexão no topo dos edifícios. 
d) pelo processo de impermeabilização do solo nas áreas centrais das cidades. 


6) (UNICENTRO) Sobre as ilhas de calor, considere as afirmativas a seguir. 
I. As ilhas de calor são resultado das modificações dos parâmetros da superfície e da atmosfera pela urbanização e correspondem a uma área onde a temperatura da superfície é mais elevada que as áreas circunvizinhas. 
II. As ilhas de calor concentram-se em áreas onde existe atividade vulcânica no interior dos oceanos, que concentram o calor advindo do magma que atinge a superfície e, também, são denominadas de “hot spots”. 
III. O fenômeno das ilhas de calor ocorre em áreas urbanizadas, devido à concentração de concreto, asfalto, veículos, pessoas, indústrias, que absorvem e armazenam grande quantidade de radiação solar. 
IV. Nas cidades brasileiras não ocorre o fenômeno das ilhas de calor, pois o Brasil encontra-se assentado sobre o interior de uma placa tectônica que não desenvolve atividade vulcânica.
Estão corretas apenas as afirmativas: 
 a) I e II.         b) I e III.              c) II e IV.          d) I, III e IV.          e) II, III e IV.
 7) (UFAL) A figura mostra um problema ambiental que exige, para a sua solução, mudanças no processo de ocupação do espaço geográfico. A ocupação do solo e as edificações precisam se adequar as exigências ambientais que preservam a circulação do ar e permitem maior reflexão dos raios solares, só assim haverá a diminuição:
a) do desmatamento. a) da chuva ácida. b) da ilha de calor urbano. c) do acúmulo de lixo. 
8)(UERJ) As linhas isotérmicas, como no desenho acima, podem ilustrar um fenômeno climático típico de grandes cidades, caracterizado pela elevação da temperatura nas áreas centrais da mancha urbana devido à irradiação de calor para a atmosfera. Esse fenômeno climático, associado ao aumento dos índices de poluição, é denominado:
a) chuva ácida   b) ilha de calor   c) inversão térmica .
9)FUVEST)A continuidade espacial de várias áreas urbanas, fenômeno conhecido como conurbação, pode desencadear mudanças climáticas em escala local, algumas delas já detectadas em cidades brasileiras. As mais significativas são: 
a) A supressão da brisa urbana e a redução da pluviosidade. 
b) O aumento da umidade relativa e o desaparecimento das inversões térmicas. 
c) A diminuição da insolação e a redução da temperatura. 
d) A formação das “ilhas de calor” e o aumento da nebulosidade.

Seu bife e as mudanças climáticas



O mundo deveria se tornar vegetariano para combater com sucesso a mudança climática, já que o efeito estufa do gás metano liberado por vacas e porcos é 23 vezes mais potente que o do dióxido de carbono, segundo uma das maiores autoridades britânicas no assunto.
Em declarações ao jornal “The Times”, lorde Stern, autor de um relatório sobre a economia da mudança climática encomendado pelo Governo do Reino Unido, disse que a pecuária destinada ao consumo de carne representa “um desperdício de água e contribui poderosamente para o efeito estufa”.
Segundo números da ONU, a produção de carne é responsável por pelo menos 18% das emissões globais de CO2 no planeta. Para esta liberação, contribuem tanto a destruição de florestas para a pecuária extensiva como a produção de ração para animais.
A ONU também já disse que, caso a tendência atual se mantenha, o consumo mundial de carne poderá dobrar até 2050.
Com base nessas informações, Stern propõe que a cúpula sobre mudança climática de Copenhague (Dinamarca), marcada para dezembro, sobretaxe o preço da carne e de outros alimentos que, durante seu processo de produção, são responsáveis pela liberação de uma quantidade significativa de gases estufa.
O especialista britânico, que é vegetariano, prevê ainda que o hábito das pessoas em relação ao consumo de certos gêneros alimentícios mudará até que comer carne se tornará algo inaceitável.
“Acho que é importante as pessoas refletirem sobre suas ações, e isto também tem a ver com o que se come”, diz lorde Stern, ex-economista do Banco Mundial e atual professor da London School of Economics.
Ainda segundo o especialista, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deveria participar pessoalmente da cúpula de Copenhague, já que a liderança americana é extremamente necessária para alcance de um acordo significativo.
“Minha mensagem ao presidente Obama seria a seguinte: ‘Vá a Copenhague, participe com um espírito de colaboração e leve essa mensagem ao povo americano’”, declarou o cientista ao “The Times”.

Os efeitos do consumismo sobre o Meio Ambiente



O consumismo é uma característica das pessoas criadas no capitalismo na qual consomem muitas vezes sem necessidade. Buscam o bem-estar na compra de bens, induzidos pelos anseios de uma sociedade ou de uma mentalidade construída em máquinas de propagandas, empresas ou governos que induzem o indivíduo a buscar no consumismo um grau de felicidade, status social, ou realização pessoal. Um dos problemas ou características do capitalismo é que ela busca no consumismo a formula ideal para a sua existência, esquece a produção do que é necessário, e produz bens artificiais que promovem um giro maior de lucro para as empresas e estado, tem como alvos os consumidores, dotados de um poder de compra melhor, compram sem se preocupar que tal mercadoria não atenda a uma necessidade individual ou de um grupo.
Um mau do consumismo se mostra em países capitalistas, principalmente aqueles pobres ou emergentes que buscam satisfazer a sua ‪‎economia com a produção e exportação de grandes levas de produtos primários para abastecer grandes países que tem uma sociedade consumista, porem, um país que exporta milhões de toneladas de uma determinada commodities para um pais desenvolvido e consumista, quase sempre “esquece” de produzir produtos básicos para boa parte de sua população. Devemos destacar que uma mentalidade de produzir para lucrar cada vez mais, acaba deixando setores da sociedade sem investimento gerando assim, problemas sociais graves.

Na busca de uma maior produção e criação de mercadorias para satisfazer uma sociedade cada vez mais consumista, países e empresas causam um grande desgaste de recursos, seja na extração de matéria prima para produzi-las ou no consumo de ‪energia, além que, geralmente os produtos criados para o mercado consumidor viram lixo em enormes quantidades. O desmatamento de vastas florestas para produção de commodities para exportação, a procura de soluções energéticas destrutivas (carvão, hidrelétricas, petróleo) para garantir a produção e manutenção dos bens do consumismo, e por fim, a grande quantidade de lixo que é produzida e que simplesmente se perdem com tempo, já que países, principalmente o nosso, não buscam soluções viáveis para aproveitar e desta forma diminuir o impacto ambiental.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Vida Maria


Ilha das Flores


A história das coisas


Produção e Consumo

 Rede urbana:urbanização de uma sociedade origina uma rede urbana, um sistema integrado de cidades que vai das pequenas às metrópoles. A regra geral é que para milhares de pequenas cidades existam centenas de cidades médias e poucas metrópoles. A rede urbana é a malha metropolitana de um país que constitui-se da cidade global, metrópole nacional, metrópole estadual, metrópole regional,médias e pequenas cidades. As cidades pequenas e médias oferecem matéria prima, mão de obra mais barata.
 Consumismo é o ato de comprar produtos e/ou serviços sem necessidade e consciência. É compulsivo, descontrolado e que se deixa influenciar pelo marketing das empresas que comercializam tais produtos e serviços. É também uma característica do capitalismo e da sociedade moderna rotulada como “a sociedade de consumo”.Diferencia-se  do consumidor, pois este compra o que precisa enquanto o consumista compra muito além daquilo de que precisa. Além de conseqüências ruins ao consumista que são processos de alienação, exploração no trabalho, a multiplicação de supérfluos (que contribuem para o processo de degradação das relações sociais e entre sociedades), o meio ambiente também sofre com este “mal do século”, pois o aumento desenfreado do consumo incentiva o desperdício e a grande quantidade de lixo.
Relação produção consumo - Os padrões de desenvolvimento agravados pelo ideal de lucro sem preservação incentivaram o consumo e o desgaste dos recursos naturais gerando contradições entre o desenvolvimento, o crescimento da economia e a necessidade de preservação.
 Políticas Públicas Urbanas: o público e o privado - Os problemas e perspectivas do urbano são os maiores desafios políticos da atualidade. Conhecer a produção do espaço urbano é compreender que os problemas precisam ser enfrentados e as políticas públicas locais e conferências internacionais, devem propiciar a superação dos desafios colocados (falta de habitação, caos urbano, trânsito caótico, falta de segurança, redimensionamento do espaço urbano para facilitar os fluxos de informação, mercadorias, capital e pessoas. Compreender  o público e o privado  evidenciam diferentes expressões de produção de um espaço com mais ou menos urbanidade. A cidade existe para o cidadão situações de exclusão, problemas graves de segregação espacial, guetos e favelas, falta de espaços públicos de lazer, são o resultado de necessidade de políticas mais eficientes na solução dos desafios atuais. 
 Sobre os textos responda no caderno:
1) De acordo com o estudo, o que representa o “mal do século”?
2) Qual a diferença entre consumidor e consumista?
3) Como é  constituída a malha urbana?
4) De acordo com o texto por que as cidades médias e as cidades pequenas são importantes?
5) O que é consumismo?
6) Quais são as consequências ruins do consumismo?
7) Como se produz o espaço urbano e a população pobre, se as políticas públicas são ruins?
8)  Explique como age a população diante da marginalização. (territorialidade)

Espacialidade urbana: O processo de urbanização ocasiona a metropolização e esse fenômeno desencadeia na rede urbana. A espacialidade está relacionada às formas e arranjos espaciais constituídos pela teia de relações presentes no espaço geográfico, orientando a distribuição e a localização dos fenômenos urbanos e rurais, bem como os processos sócio-espaciais que os conformam. Há relação entre o papel do espaço nas práticas sociais e o papel das práticas sociais na configuração do espaço geográfico.
Em termos gerais, o conjunto de diferentes usos da terra justapostos entre si. Tais usos definem áreas, como: o centro da cidade, local de concentração de atividades comerciais, de serviço e de gestão; áreas industriais e áreas residenciais, distintas em termos de forma e conteúdo social; áreas de lazer;e, entre outras, aquelas de reserva para futura expansão. Este conjunto de usos da terra é a organização espacial da cidade ou simplesmente o espaço urbano fragmentado.
9) Com base no estudo feito, elabore uma cruzadinha com a palavra-chave:  
 PRODUÇÃO E CONSUMO  .                                                     Professora Celi Marques

Blocos Econômicos


BRICS


Processo de urbanização mundial


Exercícios Para Revisão Da Aprendizagem


1) Para responder à esta questão, considere os mapas a seguir.
 

Os mapas 1, 2 e 3 representam, respectivamente:
a) mapa 1 = longitude, mapa 2 = latitude e mapa 3 = zonas climáticas;
b) mapa 1 = meridianos, mapa 2 = paralelos e mapa 3 = zonas climáticas;
c) mapa 1 = latitude, mapa 2 = paralelos e mapa 3 = fusos horários;
d) mapa1 = meridianos, mapa 2 = longitude e mapa 3 = fusos horários;
e) mapa1 = paralelos, mapa 2 = meridianos e mapa 3 = zonas climáticas.
2) "Linhas imaginárias traçadas de polo a polo, atravessando a linha do Equador, perpendicularmente."   O texto define:
a) Latitudes          b) longitudes          c) paralelos            d) meridianos        e) círculos polares
3)  Sobre as coordenadas geográficas, assinale a alternativa correta:
a) A longitude é determinada pelo ângulo formado pela posição de um determinado ponto e o plano meridional, podendo variar de zero a 90 graus.
b) Coordenada geográfica é o ponto em que duas latitudes se cruzam.
c) Tanto as latitudes quanto as longitudes são medidas em graus, minutos e segundos.
d) Os principais paralelos e meridianos que cortam o território brasileiro são: Equador e Tordesilhas
e) O paralelo é uma circunferência imaginária, que pode ser traçado até 180 vezes sobre a superfície terrestre.
4) Responder à questão com base no mapa e afirmativas abaixo, relacionadas à percepção cartográfica.
 I - Neste mapa aparece a porção meridional do Brasil e o Trópico de Câncer, localizado ao Sul do Equador.
II - A área menos deformada deste mapa é o Polo Sul, pois é uma Projeção Azimutal Polar.
III - O mapa apresenta como ponto central o Polo Norte, ficando em evidência o Círculo Polar Ártico.
IV - Todos os continentes nessa projeção estão ao norte do seu centro.
V - Entre os meridianos apresentados existem dois fusos horários.
 Análise das afirmativas permite concluir que está correta a alternativa
 a)  II e III;        b) I, III e V ;       c) II, IV e V;         d) II e IV;      e)  III e V.



5) A partir de seus conhecimentos sobre projeções cartográficas e analisando a que foi utilizada no mapa a seguir, você pode inferir que se trata da projeção  (imagem abaixo)
a) de Mercator, adequada para estabelecer a direção das rotas comerciais marítimas.
b) polar, adequada para representações geoestratégicas e geopolíticas.
c) de Peters, adequada para representar a área dos continentes, sem deformações.
d) cilíndrica, adequada para a representação centrada nas regiões polares.
e) cônica, adequada para representar as regiões de latitudes médias.
6) Observe as proposições abaixo, tomando por referência o mapa do Nordeste.
I) Em relação ao Meridiano de Greenwich, o Nordeste está situado no Hemisfério Oriental.
II) As coordenadas geográficas do ponto A, na parte central da Bahia, são: Lat. 12º S e Long. 42º O.
III) De acordo com a escala apresentada, podemos concluir que cada centímetro do mapa corresponde a 150 Km no terreno.
IV) No mapa, a distância em linha reta entre Salvador e Teresina é de 3,5 cm, que equivale a uma distância real de 1.050 Km.
V) São Luís é a capital mais setentrional do Nordeste.
São corretas: 
  a) II, IV, V.        b) I, IV, V.          c) II, III, V.            d) II, III .           e) I, II, III.
7)  Observe atentamente o mapa a seguir e identifique os pontos A, B, C, D e E.
 I. O ponto A está situado em uma faixa climática bastante diferente daquela onde se localiza
o ponto D.
II. O ponto B localiza-se em uma faixa de alta latitude e altitude.
III. Os pontos E e C estão situados praticamente a mesma distância longitudinal de Greenwich.
IV. O ponto E apresenta menor valor de latitude em relação ao ponto B.
V. Os pontos A e D estão situados praticamente a mesma distância latitudinal do Equador.
Estão corretas:   a) III e IV.           b) I, II, III e V.      c) I e II.           d) I, III e V.       e) I, III e IV.
8) Em um mapa de escala 1: 3.000.000, quantos centímetros serão necessários para representar uma reta de 150 km reais?
a) 20           b) 2                    c) 50                  d) 5              e) 0,2      



9)  Observe o gráfico a seguir e assinale o item que indica uma falha de representação.





a) As curvas de nível apresentam equidistância de 20 m.
b) A aproximação das curvas de nível indica maior declividade do terreno.
c) A curva de 200 m representa o ponto mais elevado do relevo.
d) Cada curva de nível é formada por pontos de idêntica cota altimétrica.
e) A partir de um conjunto de curvas de nível, pode-se obter um perfil topográfico.


 Observe que, pela representação do morro, o ponto mais alto ultrapassa a linha de 200 metros.  
10) Com relação ao mapa a seguir:


a) o erro está no fato de ele ser apresentado de modo invertido, pois a Antártida está colocada ao norte e a Europa e a Ásia, ao sul da Terra, fato que invalida a Projeção de Peters.
b) nenhum dado está correto, pois, com a Projeção de Peters, a Europa aparece proporcionalmente menor do que realmente é em relação aos demais continentes.
c) a forma do traçado dos continentes está mantida, mas o erro está no fato de o mapa ser apresentado de modo invertido, resultado da Projeção de Peters.
d) a proporção entre as áreas dos continentes corresponde à realidade, apesar de comprometer as suas formas, resultado da Projeção de Peters.

       É uma projeção cilíndrica equivalente, conservando a proporcionalidade das áreas.
11) A bandeira da ONU (1947), nas cores azul e branco, simboliza a união dos povos do mundo através dos seus continentes (com a exceção da Antártida), emoldurada por ramos de oliveira, que representam a paz. A projeção cartográfica selecionada para a representação do globo terrestre nessa bandeira é:
 a) cilíndrica.    b) cônica.     c) azimutal - plana.    d) cilíndrica-conforme.
Observe a figura: A partir da projeção dos meridianos e paralelos geográficos, a forma cartográfica representada na figura é construída em:
a) um cilindro tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o cilindro num plano.
b) uma esfera tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o globo num plano.
c) um cone tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o cone num plano.
d) qualquer ponto da superfície de referência por um pedaço de papel num plano.
12) Uma cidade está localizada a 5cm de outra, medidos sobre um mapa de escala 1:200.000. Desprezando as distorções normais de uma projeção, marque a opção que indica a distancia real (no terreno) entre as cidades.
              a)  5km.        b) 100km.        c) 10km.            d)  50km              e) 1000km
13)  Supondo-se que a menor distância entre duas cidades, num mapa, seja de 5 cm e que a distância real entre ambas seja de 250 km, em linha reta, é correto afirmar que o mapa onde consta a informação foi elaborado na escala:
a) 1:250.000      b)1:500.000       c) 1:550.000        d) 1:2.500.000       e) 1:5.000.000
14) Um professor do Curso de Licenciatura em Geografia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC) entregou aos seus alunos um mapa feito na escala 1:1.000.000 cuja distância em linha reta entre duas cidades é de 5 cm. O professor pergunta: qual a distância real, em km, entre as cidades?     a) 10             b) 20             c) 50              d) 500                e) 5.000
  
IMPORTANTE!     Calma... Atenção... Capricho!    
                                 Professora Celi Marques
                                            Ufa!!! Acabou!!!