quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Regionalização e Mercado ... BRIC



A sigla Bric dá nome a um grupo formado por países considerados, nos últimos anos, como potências econômicas emergentes: BrasilRússiaÍndia e China. Entre 2008 e 2009, frente à crise econômica mundial, a importância do grupo ultrapassou a área econômica, e a presença desses quatro países tornou-se indispensável em todas as discussões políticas. Segundo estudos, no decorrer das próximas décadas, Brasil, Rússia, Índia e China deverão ascender ao topo do ranking das maiores economias do planeta, desbancando potências como o Japão e Alemanha. Dentre as consequências dessa evolução, devemos salientar a afluência de uma massa de novos consumidores, já que entre 2005 e 2015, os rendimentos de cerca de 800 milhões de pessoas (nos quatro países) poderão cruzar a marca de 3.000 dólares anuais, a linha divisória para o patamar de consumo de classe média. Considerando-se que há hoje no mundo cerca de 2 bilhões de pessoas nessa faixa de renda, o Bric pode fazer o mercado consumidor global crescer quase 50% em apenas dez anos. Incluir quase 1 bilhão de novos consumidores no mercado certamente causará um impacto sem precedentes sobre a demanda de bens e serviços. Em 2006, 700 milhões de pessoas tinham acesso à telefonia móvel nos Bric - até 2011 serão quase 2 bilhões. A força dos Bric provém, em grande parte, da enorme fatia da população mundial existente nos quatro países, onde vivem 2,7 bilhões de habitantes, o equivalente a 40% da humanidade. Brasil- O Brasil é um dos países que mais ganha com o aumento do intercâmbio com os outros Bric, participando de modo crescente como fornecedor de alimentos e de matérias-primas. Nos últimos anos, por exemplo, as exportações do agronegócio brasileiro para a China, lideradas por soja e carne de porco, cresceram 450%. O Brasil, contudo, é considerado uma incógnita pelos analistas econômicos, especialmente quanto à sua capacidade para lidar com seus três principais problemas: carga tributária pesada, infraestrutura precária e educação deficiente.
 Veja, abaixo, as vantagens e desvantagens de Brasil, Rússia, Índia e China: 
PRÓS E CONTRAS
Alguns fatores que impulsionam a expansão econômica de cada um dos Bric e problemas que podem atrapalhar o crescimento desses quatro países emergentes
BRASIL
Vantagens
Desvantagens
Potencial para ser o maior fornecedor mundial de produtos agrícolas
Carga tributária pesada e informalidade disseminada em muitos setores
Grandes reservas minerais
Infraestrutura precária
Parque industrial diversificado
Educação deficiente
RÚSSIA
Vantagens
Desvantagens
Reservas abundantes de petróleo e gás natural
População com média de idade elevada e baixo índice de natalidade
População com bom nível educacional
Altos índices de corrupção e criminalidade
Carga tributária baixa

ÍNDIA
Vantagens
Desvantagens
Avanço em setores de tecnologia, como informática
Infraestrutura precária, com áreas urbanas caóticas
Grande população jovem e em crescimento acelerado Elite bem formada e atuante
Sociedade organizada por sistema arcaico de castas e dividida por conflitos étnicos e religiosos


CHINA
Vantagens
Desvantagens
Alta capacidade industrial
População com tendência de envelhecimento rápido
Potencial para ter o maior mercado consumidor do mundo
Progresso realizado com grande devastação ambiental
Investimento intensivo em infraestrutura e educação
Sistema político ditatorial                  Fonte: Revista Exame



ATIVIDADES
1- O que é a BRIC?
2- O que significa a sigla BRIC?
3- Que economias poderão ser ultrapassadas elos países da BRIC, nas próximas décadas?
4- Que consequência pode ter essa ascensão dos países da BRIC para a população?
5- De acordo com o texto, de onde vem a força dos países da BRIC?
6- Por que o Brasil é o país que mais lucra com o comércio entre os países da BRIC?
7- Quais são os três principais problemas que atrapalham o desenvolvimento econômico e social do Brasil?
8- Comente as vantagens e desvantagens que impulsionam a expansão econômica de cada um dos Bric e as desvantagens que podem atrapalhar o crescimento desses quatro países emergentes.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário